A gente sabe que a galera boa de gole já deve ter feito (ou, ao menos, pensado em fazer) piadinha com o título desta matéria. “No máximo meia-hora”, “sobra de vinho? nunca nem vi”, mas a verdade é que acontece. Mesmo quando você reúne uma galera que bebe bastante, sempre tem aquela garrafa que você abre no fim da noite, que nem era necessária e que acaba sobrando. E aí vem a dúvida cruel: até quando dá pra guardar o vinho aberto sem que ele estrague?

A verdade é que não existe uma só resposta, e o tempo depende bastante do tipo de vinho que você vai guardar. De modo geral, os que têm uma capacidade menor de sobrevivência são os espumantes, e os que duram mais tempo depois de abertos são os vinhos fortificados e os vinhos de embalagens bag-in-box.

  • Espumantes: até 3 dias

Espumantes, em geral, duram até 3 dias depois de abertos.

Se os espumantes já perdem bastante gás só de ficarem parados na taça por alguns minutos, imaginem o quanto não perdem de um dia para o outro? Com uma tampa apropriada para espumantes, que ajuda a manter a pressão da garrafa, a bebida pode durar até 3 dias. Importante ressaltar que espumantes produzidos pelo método tanque – ou Charmat – costumam ter menos pressão inicial e, portanto, podem durar menos tempo do que os produzidos pelo método tradicional.

  • Brancos encorpados & tintos: de 3 a 5 dias

Vinhos brancos encorpados e vinhos tintos duram de 3 a 5 dias depois de abertos.

Depois de abertos, os brancos encorpados, com passagem por madeira, costumam durar menos do que os brancos leves, já que, por terem sido expostos ao oxigênio durante o seu envelhecimento em barricas de carvalho (microoxigenação), são mais sensíveis à oxidação. Duram, em média, de 3 a 5 dias na geladeira, fechados com a própria rolha. O mesmo serve para os tintos, mas com um pequeno detalhe: quanto menos taninos e acidez o vinho tinto tiver, menos ele vai durar aberto. Por isso, nesta média, espere que um Pinot Noir dure cerca de 3 dias, enquanto um Tannat pode durar um pouco mais, puxando a média para perto dos 5 dias.

  • Brancos leves & rosés: de 5 a 7 dias

Vinhos brancos leves e vinhos rosés, em geral, duram de 5 a 7 dias depois de abertos.

Os vinhos rosés e os vinhos brancos mais leves podem durar até uma semana na geladeira, fechados com a própria rolha. O caráter bem aromático que estes vinhos costumam ter os ajudam a se manter vivos por mais tempo. Depois de uma semana, no entanto, você vai perceber que quase todos os aromas irão desaparecer, sobrando apenas acidez e álcool, basicamente.

  • Vinhos fortificados & vinhos em Bag-in-box: de 3 a 4 semanas

Vinhos fortificados e vinhos em bag-in-box duram até 4 semanas depois de abertos, em geral.

Os vinhos fortificados têm uma durabilidade bem maior que os vinhos tranquilos, já que o álcool extra que é adicionado à bebida durante – ou depois – da fermentação, funciona como um excelente conservante. Por isso, depois de abertos, eles podem durar até um mês sem perder a intensidade de seus sabores. Agora, vinhos fortificados que passam por envelhecimento oxidativo ou mediante aquecimento (os Porto Tawny e os Vinho da Madeira, por exemplo), podem durar uma eternidade sem estragar. Nestes casos, armazene apropriadamente a garrafa e seja feliz, porque é capaz do vinho durar mais do que você.

Além dos fortificados, vinhos tranquilos armazenados em embalagens Bag-in-box também podem durar até 4 semanas, já que são embalados à vácuo, e este ambiente ausente de oxigênio ajuda a preservar o vinho por mais tempo.


GOSTOU? Para novidades diárias, nos siga também no Instagram e inscreva-se em nosso canal no Youtube!