Aberto há 5 meses no Vale dos Vinhedos, o restaurante GURI foge da cozinha tradicional da Serra Gaúcha e aposta na gastronomia do Pampa. A cozinha, comandada pelo Chef Enio Valli, foca nas carnes e vegetais assados no fogo, seja na parrilla ou no forno a lenha. Nada de receitas mirabolantes ou temperos exóticos: o Guri aposta em receitas simples, utilizando ingredientes de muita qualidade e com preparo lento, a fórmula mágica para se comer bem.

Restaurante Guri, no Vale dos Vinhedos.

Chef Enio Valli em ação.

No cardápio, as entradas variam de R$15 a R$25 e os pratos individuais de R$55 a R$80. Há, também, duas opções de menu confiança. O primeiro, chamado de Menu de Origem, custa R$120 e é composto por 6 etapas, com entrada, principais (versões reduzidas de pratos do menu à la carte, escolhidas pelo chef) e sobremesa. O segundo, chamado de Menu Loucos por Carne, custa R$160 e é composto por 7 etapas, com duas entradas, quatro principais COM CARNE e uma sobremesa.

Decidimos seguir a sugestão da casa e escolhemos o Menu de Origem. A experiência começou com pão de levain (fermentação natural) e cacau, acompanhado de pesto de manjericão.

Pão quentinho e pesto de manjericão é sempre uma combinação certeira.

A seguir, veio a entrada: uma salada de tomates assados no forno a lenha com cebola roxa, alho poró e queijo de ovelha. Se tem uma coisa que consegue ser simples e saborosa ao mesmo tempo, são tomates assados!

Vamos começar a assar todas as saladas para ver se ficam gostosas assim!

Nosso primeiro principal foi a Bondiola, uma copa suína assada com caqui e laranja e servida com feijão mexido. Uma DELÍCIA! Sério. A textura do porco e o molho encorpado e adocicado não saem da nossa cabeça. Aliás, se você optar por pratos a la carte, esta é, sem sombra de dúvidas, a nossa sugestão!

Bondiola, nosso novo amor!

A seguir, veio um prato “entre-pratos”: vegetais da estação assados na lenha sem qualquer tempero além de seu próprio sabor e de azeite de oliva. Simples e muito saboroso.

Vegetais assados e azeite de oliva. Simples e gostoso.

Logo em seguida, chegou nosso terceiro prato principal: Saia de Costela, que é a entranha da costela (parte mais macia do corte), servida com purê de vegetais e salsa criolla.

Saia de Costela para fechar a refeição.

Depois de toda essa comida, chegou a hora da sobremesa: Ambrosia com mel de laranjeira, cascas de laranja e uma folha de hortelã.

Nossa sobremesa foi uma clássico gaúcho: Ambrosia.

Apesar dos seis pratos, não saímos de lá passando rolando. As porções tinham o tamanho ideal para que a gente pudesse provar tudo, aproveitar a refeição com calma e terminar a experiência sem passar mal de tanta comida. Na medida certa.

Para quem quer combinar a refeição com um bom vinho – aliás, sempre uma ótima pedida! -, a carta é composta por espumantes, brancos, rosés e tintos da Serra Gaúcha, além de 2 rótulos argentinos e 4 da Campanha Gaúcha. Os rótulos variam de R$38 (Fausto Cabernet Sauvignon 375ml – Pizzato) e R$290 (Perfetto Tannat – Torcello).

Como precisávamos pegar a estrada depois do almoço, ficamos apenas no café. Aliás, café passado na mesa!

Café passado na mesa é sacanagem. Quase pedimos um extra para viagem!

Terminamos nosso almoço felizes, bem alimentados e prontos para pegar a estrada. O GURI também realiza eventos e workshops, que podem ser consultados através das redes sociais do restaurante.


GURI

15 da Graciema, 676 – Vale dos Vinhedos

Bento Gonçalves, RS

Funcionamento:

Quinta, sexta e sábado, das 12h às 15h e das 19h às 22h

Domingo, das 12h às 15h 

Como chegar:​ 

Entrando na estrada principal do Vale dos Vinhedos (RS-444) em direção ao Spa do Vinho, é só dobrar a esquerda na Via Trento, cerca de 900m depois do Hotel Villa Michelon. O restaurante GURI estará do lado direito da rua, alguns metros à frente.


PROGRAME SUA VIAGEM PARA O VALE DOS VINHEDOS:


GOSTOU? Para novidades diárias, siga-nos também no Instagram e inscreva-se em nosso canal no Youtube, em nosso Podcast (também disponível no Spotify e iTunes) e em nossa rádio no Spotify.